Salmo V

Com minha voz clamei ao Senhor, * com minha voz supliquei ao Senhor (Sl 141,2).

Derramo em sua presença minha oração, * e diante dele exponho minha tribulação (Sl 141,3).

Na hora em que meu espírito desfalece, * vós conheceis o meu caminho (Sl 141,4).

Nesse caminho em que eu andava, * os soberbos me esconderam um laço (Sl 141,4).

Olhava para a direita e observava, * todos fingiam que não me conheciam (Sl 141,5).

Não tenho mais para onde fugir, * e não há quem cuide de minha vida (Sl 141,5).

Pois foi por vós que sofri afrontas, * a confusão cobriu meu rosto (Sl 68,8).

Tornei-me um estranho para meus irmãos, * um desconhecido para os filhos de minha mãe (Sl 68,9).

Pai Santo (Jo 17,11), o zelo de vossa casa me devorou, * e os insultos dos que vos ofendem caíram em cima de mim(Sl 68,10).

10 Eles se reuniram para se alegrar com a minha desgraça, * juntaram-se para me chicotear, e eu nem sei porque (Sl 34,15).

11 Tornaram-se mais numerosos que os cabelos de minha cabeça * os que me detestam sem razão(Sl 68,5).

12 Ficaram fortes os inimigos que me perseguiam injustamente; * fizeram-me pagar o que não roubei (Sl 68,5).

13 Apareceram testemunhas maldosas * fazendo perguntas sobre o que eu não sabia (Sl 21,14).

14 Pagaram-me o bem com o mal (Sl 34,12), * e me caluniaram porque eu queria fazer o bem (Sl 37,21).

15 Vós sois meu Pai santíssimo, * meu Rei e meu Deus (Sl 43,5).

16 Vinde depressa me ajudar, * Senhor Deus de minha salvação (Sl 37,23).