Salmo IV

Tem misericórdia de mim, ó Deus, porque os homens me calcaram aos pés, * eles me oprimiram atacando o dia inteiro(Sl 55,2).

Meus inimigos me espezinham sem parar, * pois são muitos os que lutam contra mim (Sl 55,3).

Todos meus inimigos maquinavam coisas más contra mim, * fizeram uma reunião para falar mal de mim (Sl 40,8b-9).

Os que tramavam contra minha vida * reuniram-se todos juntos (Sl 70,10).

Iam lá para fora * e preparavam suas tramas (Sl 40,7) sobre isso (Sl 40,8).

Todos que me viam riam-se de mim, * falavam com os lábios e sacudiam a cabeça (Sl 21,8).

Eu porém sou um verme, não um homem * opróbrio dos homens e abjeção do povo (Sl 21,7).

Por causa de meus inimigos virei uma vergonha para meus vizinhos, * um horror para meus conhecidos (Sl 30,12).

Pai santo (Jo 17,11), não afastes de mim a vossa ajuda, * cuida da minha defesa (Sl 21,20).

10 Apressai-vos para me socorrer, * Senhor Deus de minha salvação (Sl 37,23).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *