Salmo II

Senhor Deus de minha salvação, * de dia e de noite clamei diante de vós (Sl 87,2).

Chegue a minha oração em vossa presença * inclinai vosso ouvido para minha súplica (Sl 87,3).

Atendei minha alma e libertai-a, * salvai-me de meus inimigos (Sl 68,19).

Porque fostes Vós que me tirastes do seio de minha mãe, sois minha esperança desde os peitos de minha mãe; * colocaram-me em vossas mãos desde que nasci (Sl 21,10).

Vós sois o meu Deus desde o seio de minha mãe; * não vos afasteis de mim (Sl 21,11).

Vós conheceis o meu opróbrio e a minha confusão * e a minha reverência (Sl 68,20).

Em vossa presença estão todos os que me atribulam; * meu coração já esperava esses ultrajes e vergonhas (Sl 68,21).

Eu esperei que alguém se compadecesse de mim, mas não houve ninguém, * E quem me consolasse, mas não encontrei (Sl 68,21).

Ó Deus, os maus se levantaram contra mim, um bando de prepotentes atentou contra minha vida * e não vos tiveram presente diante de seus olhos (Sl 85,14).

10 Fui contado com os que descem à fossa; * fiquei como um homem sem ajuda, abandonado entre os mortos (Sl 87,5-6).

11 Vós sois meu Pai santissímo, * meu Rei e Deus meu (Sl 43,5).

12 Vem em meu auxílio, * Senhor Deus de minha salvação(Sl 37,23).