Notícias › 16/09/2015

Impressão das Chagas

Tendo celebrado a Festa da Exaltação da Santa Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo (14 de setembro) e a Memória das Sete Dores da Virgem Maria (15 de setembro), sempre unida a seu Filho, a Ordem Franciscana se alegra pela possibilidade de celebrar, no dia 17 de setembro, a Festa da Impressão das Chagas de São Francisco.

Dizia a Carta Encíclica de Frei Elias por ocasião da morte de São Francisco (3 de outubro de 1226): “Tendo dito estas coisas, anuncio-vos uma grande alegria e a novidade de um milagre. Nunca se ouviu dizer no mundo tal sinal, a não ser no Filho de Deus, que é o Cristo Senhor. Não muito tempo antes da morte, nosso irmão e pai apareceu crucificado, trazendo em seu corpo as cinco chagas que são verdadeiramente os estigmas de Cristo. Suas mãos e pés tinham como que as perfurações dos cravos, traspassadas de ambas as partes, conservando as cicatrizes e deixando ver o negrume dos cravos. Seu lado apareceu traspassado por uma lança e muitas vezes fazia jorrar sangue”.

E escreve o seu primeiro biógrafo (cerca de 1228): “Ó dom singular e sinal de privilégio do amor o fato de o cavaleiro ser adornado com as mesmas armas da glória que, por sua excelentíssima dignidade, só convêm ao rei! O milagre digno de memória eterna e sacramento digno de ser recordado com a mais admirável reverência e sem qualquer interrupção, sacramento que torna novamente presente, com testemunho ocular, aquele mistério em que o sangue do Cordeiro imaculado, jorrando copiosamente das cinco chagas, lavou os crimes do mundo!”

Impressao2

Maravilha! Surgem cravos,
fora negros, dentro flavos,
com sinais profundos, cavos,
sofre dura, ingente dor.

Pelas chagas que portaste
e do mundo triunfaste,
e da carne te livraste,
em vitória sem igual.

Ó Pai Santo, Pai bondoso,
que teu povo, fiel, piedoso,
com teus frades, pleno gozo,
tenham juntos lá no céu!